quarta-feira, 23 de maio de 2007

Saudações à tod@s

Olá pessoal.
Esse Blog foi criado com o intuito de ser mais uma fonte de informação para quem se interessa com a luta em prol do Cocó. É fato que outras questões acabam vindo à tona, como alguns problemas sociais, mas o grande foco irá ser as movimentações que ocorrem sobre essa temática: o Cocó. Enfim, estão tod@s convidad@s à usufruir do blog.

Hoje, depois de muitas reuniões, foram finalmente feitas as comissões (até rimou). Um grande avanço para as reais lutas que estão por vir.

O Referendo sobre a legalização da Torre Empresarial do Iguatemi, proposto pela prefeitura, não foi bem aceita pelo Movimento. A incoerência por parte da Prefeitura, de autorizar o projeto e depois voltar atrás com o Referendo, foi uma das razões. Acredita-se que há uma grande luta política em questão, o que não é de interesse do Movimento, entre a prefeita e o Tasso Jereissati. A proposta do SOS Cocó é de ser autônomo, tendo o seu único objetivo voltado à preservação do Meio Ambiente. O Referendo visava apenas o veto da construção da Torre Empresarial do Iguatemi, ao mesmo tempo que a área do Cocó também está sendo invadida por outros tipos de obras, inclusive a recém Avenida Juarez Barroso. É importante salientar que um Referendo é baseado em publicidade e em gastos faraônicos de dinheiro, o que talvez seja mais vantajoso aos empresários do Iguatemi Empresarial do que para a Prefeitura. Existem propostas bem mais interessantes, como o veto popular, que podem ser vistas como solução, talvez sendo esse Referendo apenas uma tentativa mal-articulada de se fazer uma ação benéfica ao Cocó.

5 comentários:

Renata disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Renata disse...

Oi! Tô na lista de discussão do SOS Cocó, tenho lido os emails e me inteirado do assunto...
Bom, queria dizer que no que eu puder ajudar no movimento, "estamos aí"!
Abraços,

Renata Wirtzbiki

Vólia Barreira disse...

IMPORTANTE VITÓRIA alcançada hoje, na luta em defesa do Cocó, do Rio e do Parque Ecológico.
A Juíza da Quinta Vara da Fazenda Pública, Dra. Vilalba, despachou o pedido do Ministério Público do Meio Ambiente, e concedeu medida liminar para sustar a continuidade das obras da Avenida Juarez Barroso, que agride o manguezal do Cocó.
Essa vitória é importantíssima porque:
1. Susta a agressão infelizmente perpetrada pela Prefeitura de Fortaleza, que, justificava o empreendimento, chegando a tachá-lo - vejam o absurdo! - de ecologicamente correto;
2. Possibilita que a própria prefeitura corrija o erro cometido. Assim, seria importantíssimo que ela, ao invés de recorrer da decisão, a cumprisse e refizesse o trajeto e o projeto da avenida;
3. Fortalece a luta contra a construção da torre do Iguatemi, pois os argumentos para sustar a avenida, podem ser utilizados, de forma semelhante, para barrar o outro empreendimento na Justiça;
4. Fortalece, principalmente, o nosso movimento que deve continuar na luta em defesa de todo o Rio Cocó, de seu manguezal e de seu Parque Ecológico.

waldo disse...

A minha Indignação!
Uma reserva de mangue de 1.155,20 hectares corta a quarta metrópole do País. O Parque Ecológico do Cocó resiste à expansão da cidade, mas nem sempre vence. A especulação imobiliária ao longo dos anos vem avançando no mangue como uma empingem furiosa derrubando o verde e implantado suas colunas de concreto armado. É inadmissível que em plena globalização em que o mundo todo se volta para o efeito estufa ao aquecimento global, o Ceará, mais especificamente a nossa Fortaleza Bela, precise fazer um plebiscito para decidirmos se derrubam o mangue cedendo à interesses políticos e empresariais, ou preservarmos como um tesouro raro em nossa cidade.Já não é comum o manguezal em nossa metrópole pois o mangue já está sendo dizimado ao longo dos anos por: Shoppings, edifícios, concessionárias que já tomaram o espaço de uma salina que já foi extinta._O que eles querem? Transformar o rio Cocó em um novo Tietê depositando seus dejetos no rio? Será que a população está sozinha? Onde está a Semace, o Ibama? Os políticos será que eles tem interesse em preservar o Mangue? Ou o interesse maior seria o contrário? Será que Tucano não vive em mangue?Será que a Prefeita que elegemos e outorgamos nossa confiança no voto, por medo de encarar o Senador Tasso Jereissati, e seus empreendimentos imobiliários ela por medo vai nos deixar decidir uma coisa tão óbvia.Num Plebiscito que tem uma outra conotação” Medo “ de encarar o Senador que acha que é o dono de Fortaleza.Pois fortaleza Não é a favor da derrubada do Mangue, Fortaleza não existe sem políticos, E os Políticos não se sobressairão sem o voto do povo que os elegerão e os nossos Deputados porque não se manifestam onde estão todos aqueles sujeitos sorridentes que poluíam a nossa cidade de propagandas, bandeiras, Será que tudo aquilo era propaganda enganosa?

waldo disse...

A minha Indignação!
Uma reserva de mangue de 1.155,20 hectares corta a quarta metrópole do País. O Parque Ecológico do Cocó resiste à expansão da cidade, mas nem sempre vence. A especulação imobiliária ao longo dos anos vem avançando no mangue como uma empingem furiosa derrubando o verde e implantado suas colunas de concreto armado. É inadmissível que em plena globalização em que o mundo todo se volta para o efeito estufa ao aquecimento global, o Ceará, mais especificamente a nossa Fortaleza Bela, precise fazer um plebiscito para decidirmos se derrubam o mangue cedendo à interesses políticos e empresariais, ou preservarmos como um tesouro raro em nossa cidade.Já não é comum o manguezal em nossa metrópole pois o mangue já está sendo dizimado ao longo dos anos por: Shoppings, edifícios, concessionárias que já tomaram o espaço de uma salina que já foi extinta._O que eles querem? Transformar o rio Cocó em um novo Tietê depositando seus dejetos no rio? Será que a população está sozinha? Onde está a Semace, o Ibama? Os políticos será que eles tem interesse em preservar o Mangue? Ou o interesse maior seria o contrário? Será que Tucano não vive em mangue?Será que a Prefeita que elegemos e outorgamos nossa confiança no voto, por medo de encarar o Senador Tasso Jereissati, e seus empreendimentos imobiliários ela por medo vai nos deixar decidir uma coisa tão óbvia.Num Plebiscito que tem uma outra conotação” Medo “ de encarar o Senador que acha que é o dono de Fortaleza.Pois fortaleza Não é a favor da derrubada do Mangue, Fortaleza não existe sem políticos, E os Políticos não se sobressairão sem o voto do povo que os elegerão e os nossos Deputados porque não se manifestam onde estão todos aqueles sujeitos sorridentes que poluíam a nossa cidade de propagandas, bandeiras, Será que tudo aquilo era propaganda enganosa?